Um dos maiores incentivadores da vela adaptada parabeniza o Cabanga Iate Clube de Pernambuco

By / 3 semanas ago / Sem categoria / No Comments
Um dos maiores incentivadores da vela adaptada parabeniza o Cabanga Iate Clube de Pernambuco

Hoje, nós que compomos a equipe desse renomado webtv www.acaoeaventura.com.br, temos muito prazer em divulgar essa matéria, até porque o diretor do www.acaoeaventura.com.br, é um dos maiores incentivadores do mundo, da inclusão social de pessoas especiais através do esporte a vela. Ano passado Ricardo Dubeux e Rafael Ferreira Corrêa realizaram um grande sonho durante o Campeonato Brasileiro de Hobie Cat 16. 

A tripulação formada pelo velejador pernambucano Ricardo Dubeux e o velejador paralímpico gaúcho Rafael Ferreira Corrêa, realizou um sonho, ou seja, competiram juntos todas as regatas do Brascat 2017 disputadas em meio a todo tipo de vento e muito Sol !

Ao final do certame receberam homenagens e troféus pela bela iniciativa de inclusão social em um dos barcos mais populares do mundo, o Hobie Cat 16

 

O feito aconteceu durante o Campeonato Brasileiro da Classe que aconteceu de 10 à 18 de Novembro em Porto Alegre – RS. Após a conclusão com êxito, Ricardo Dubeux, pretende desenvolver centros para preparação de pessoas com deficiências físicas com objetivo de formar novos tripulantes de Hobie Cat 16 em todo país, haja vista a imensa repercussão e o sucesso que a dupla obteve nas regatas do Brascat 2017.

Vale ressaltar que Ricardo Arantes Dubeux é um velejador consagrado no mundo , onde foi hexacampeão Campeão Pernambucano de Hobie Cat 14, Campeão do Ranking Brasileiro de Hobie Cat 14, Vice-Campeão Brasileiro de Hobie Cat 14 e Supercat 17 ,Terceiro Lugar no Campeonato Mundial de Hobie Cat 14, foi agraciado com o Green Card nos EUA, na categoria E11, ALIEN OF EXTRAORDINARY ABILITIES, ou seja, Estrangeiro de Habilidades Extraordinária , devido as suas conquistas no iatismo, corrida de rua, ciclismo, dentre outros esportes que pratica desde os seus 5 anos.

Ricardo Dubeux vem desenvolvendo esse trabalho nos EUA desde 2009 , durante esses quase 10 anos, participando de programas do governo americano, clubes, escolas, universidades e inclusive, ministrando palestras,  ajudando a expandir, mundo afora, o conceito que a prática dessa modalidade esportiva beneficia alunos com diagnósticos variados, como: lesão medular – adquirida ou congênita; paralisia cerebral; acidente vascular cerebral (AVC); atraso no desenvolvimento, dentre outras limitações físicas e intelectuais. Sendo assim, oferecemos a oportunidade de investir em si mesmas, descobrir o potencial de cada um e buscar a força para viver.

Aqueles que abraçam esta oportunidade se beneficiam de importantes ganhos psicológicos, por meio da melhora da autoestima, da autoconfiança e da inclusão social. Queremos disponibilizar a sociedade, principalmente aos deficientes físicos, condições para aprender este esporte e formar atletas.

Inclusive na última edição da REFENO, ou seja setembro de 2017,  Ricardo Dubeux participou da largada com a companhia do atleta da equipe de Vôlei Sentado de Pernambuco, Jaivison Felipe, na proa, a bordo do possante Hobie Cat 16.

Mas agora é hora de parabenizar o Cabanga Iate Clube de Pernambuco e da flotilha de Day Sailer do clube pela maravilhosa atitude de promover regata com paratleta, cuja a missão principal foi de oferecer a todas as pessoas com deficiências a possibilidade de praticar um esporte, resgatar a autoestima e melhorar a qualidade de vida. Em nome de todos que fazem a vela adaptada no mundo, nosso muito obrigado!

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cabanga

Encerramento dos Jogos Paralímpicos de PE, no último domingo, premiou a inclusão social por meio do esporte a vela
Esqueça a ideia de um único campeão. Na regata de apresentação da vela nos Jogos Paralímpicos de Pernambuco 2018, realizada no último domingo (22), na Bacia do Pina, o esporte e a inclusão social foram os verdadeiros vencedores.
 
O torneio deste ano contou, pela primeira vez na história, com a inclusão da vela entre os esportes. Para dar o pontapé inicial nos Jogos, o Cabanga, em parceria com a Secretaria de Esportes do Governo de Pernambuco e a Federação Pernambucana de Vela, organizou duas regatas de apresentação.
Na primeira, participaram, respectivamente, em dupla, os timoneiros de quatro embarcações da classe Day Sailler receberam proeiros com deficiência que já possuem alguma experiência no esporte. Lucas Barbalho/Diego Teixeira (deficiente visual); Yannick Ollivier/Alan Henrique Godinho Durand (surdo); Paulo Malta/Eduarda Silva Buas Cavalcanti (surdo); e Antônio Nilo/João Marcello Rabelo Figueirêdo (surdo).
Para Yannick Ollivier, comandante da embarcação Pen Duick, a experiência foi satisfatória e deveria acontecer mais vezes. “Foi uma situação bem diferente e nova. Um desafio para ambos criarem mecanismos de comunicação e estratégias durante as regatas. Esse tipo de evento é muito importante e deveria acontecer mais vezes. É bom para os paratletas e para nós também. Temos a sorte de ter esse lugar, com todos esses barcos, vamos fazer mais”, pontuou.
 
A segunda e última regata dos Jogos Paralímpicos de Pernambuco 2018 contou com a participação, além dos timoneiros, de velejadores do Cabanga e paratletas de outras modalidades. Yannick Ollivier/Gustavo Guedes (velejadores do clube) e Ana Claudia (Atletismo Paralímpico); Lucas Barbalho/Diego Teixeira (cego)/Jeohsah Biserra (Atletismo Paralímpico); Antônio Nilo/Tiago Monteiro (velejador do Cabanga)/João Ivson (Tiro com Arco Paralímpico); e Paulo Malta/Guilherme Falcão (Secretaria de Esportes)/Lucas Carvalho (Tênis de Mesa Paralímpico).
Nem mesmo o fato de ser paraplégico e ter dificuldade para se locomover no barco impediu João Ivson, homenageado dos Jogos deste ano, de participar do desafio. “Eu percebi que não teria condições para mudar de lado a cada bordo, então, alinhei com minha equipe que faria escora quando fosse do meu lado e quando precisasse muda para o lado oposto levaria todo meu troco para ajudar. Para mim, que sou de outro esporte, ter a experiência com a vela foi algo bem fora do meu costume. Fiquei deslumbrado com a experiência”, relatou.
 
Confira abaixo a classificação final das regatas
 
Primeira regata:
 
1º Lucas Barbalho/Diego Teixeira 
2º Yannick Ollivier/Alan Henrique Godinho Durand 
3º Paulo Malta/Eduarda Silva Buas Cavalcanti 
4º Antônio Nilo/João Marcello Rabelo Figueirêdo
 
Segunda regata:
 
1ºAntônio Nilo/Tiago Monteiro/João Ivson 
2º Yannick Ollivier /Gustavo Guedes/Ana Claudia 
3ºPaulo Malta/Guilherme Falcão/Lucas Carvalho 
4º Lucas/Diego/Jeohsah Biserra
Fotos: Tsuey Lan Bizzocchi/Cabanga
Nossa Missão é essa: Apoiar a Vela Adaptada

Que esse exemplo do Cabanga Iate Clube de Pernambuco seja seguido por outros clubes náuticos do Brasil e do mundo, para que seja possível alavancar apoio em novos projetos, e mais pessoas possam ser atendidas.

Nossa principal meta atualmente é a divulgação e a propagação dos Projetos envolvidos com a Vela Adaptada no Mundo, em todos os níveis, incentivando a partir da nossa experiência, o incremento de novos projetos.

SEJAM TODOS BEM-VINDOS A BORDO!

BONS VENTOS!

Ação & Aventura

Somos um portal especializado em Esportes de Ação e Aventura, Roteiros de Ação e Aventura, Ecoturismo e Meio-Ambiente. Nosso conteúdo é atualizado por uma equipe que, assim como você, é amante dos esportes de Ação e Aventura!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *

O www.acaoeaventura.com.br é um portal especializado em Esportes de Ação e Aventura, Roteiros de Ação e Aventura, Ecoturismo, Meio-Ambiente. O nosso site esta dividido em quadros temáticos para facilitar a leitura e visualização dos melhores vídeos dos esportes que você ama, servindo assim, de incentivador e motivador para quem quer iniciar uma atividade esportiva outdoor e ser mais feliz.

FACEBOOK